Enem - Estrutura do parágrafo na dissertação

A estrutura da maioria dos parágrafos (denominado parágrafo-padrão) organiza-se em três partes: introdução, desenvolvimento e, mais raramente, conclusão. Cabe lembrar que não há um modo rígido para a construção de um parágrafo. Tudo depende da natureza do assunto, do tipo de composição e, principalmente, das preferências de quem escreve. Portanto, o parágrafo na prática não tem regras inflexíveis de aplicação. Mas não há dúvida de que a maioria é assim estruturado, pois é o método mais adequado para assegurar a unidade e coerência do parágrafo.

estrutura-da-dissertação

Estrutura da dissertação

a) A Introdução: constituída de um ou dois períodos, quase sempre breves, que encerram a ideia central ou a idéia-núcleo, definindo o seu objetivo. A essa idéia-núcleo dá-se o nome de tópico frasal, que pode, não raro, ele mesmo representar sozinho todo o parágrafo:
Vida é dor, e acordo com dor de dentes. O dia é belíssimo, um sol de verão invade o barraco; quanto a mim, choro de dor. Choro também por outras razões, mas principalmente de dor.
"Vida é dor", introduz o assunto e governa o resto do parágrafo; dele nascem outros períodos secundários ou periféricos. É o roteiro do escritor na construção do parágrafo.
b) O Desenvolvimento: consiste na explanação da idéia-núcleo, ou seja, o desenvolvimento de ideias secundárias que fundamentam ou esclarecem o tópico frasal.
Vida é dor, e acordo com dor de dentes. O dia é belíssimo, um sol de verão invade o barraco; quanto a mim, choro de dor. Choro também por outras razões, mas principalmente de dor.
c) A Conclusão: nem sempre está presente no parágrafo, especialmente nos mais curtos ou naqueles em que a ideia central não apresenta maior complexidade. A conclusão retoma a ideia central, levando em consideração os diversos aspectos selecionados no desenvolvimento.
Vida é dor, e acordo com dor de dentes. O dia é belíssimo, um sol de verão invade o barraco; quanto a mim, choro de dor. Choro também por outras razões, mas principalmente de dor.
Exemplificado a estrutura:
"O maior problema do professor Ari era o salário, que não estava chegando para as despesas. Os outros problemas, também graves, eram consequência da falta de dinheiro. Sustentar a família de mulher e dois filhos era uma ginástica que começava de manhã cedo e ia até tarde da noite."
A ideia básica desse parágrafo é: "O maior problema do professor Ari era o salário". Essa ideia básica é complementada, desenvolvida por outras secundárias, mas a ela relacionadas:
"... Os outros problemas, também graves, eram consequência da falta de dinheiro. Sustentar a família de mulher e dois filhos era uma ginástica que começava de manhã cedo e ia até tarde da noite."
Observações sobre o Parágrafo:
A partição de um texto em parágrafos tem a particularidade de facilitar, ao escritor, a estruturação do texto, e a de possibilitar, ao leitor, uma melhor compreensão.
Nas dissertações, os parágrafos são estruturados a partir de uma idéia-núcleo que normalmente é apresentada em sua introdução, desenvolvida e reforçada por uma conclusão. Geralmente ficam entre quatro ou cinco parágrafos (um para a introdução, dois ou três para o desenvolvimento e um para a conclusão).
A fala da personagem em uma narrativa que apresente um discurso direto deve corresponder a um parágrafo. De maneira que essa fala não se confunda com a de outra personagem ou com a do narrador.
Os parágrafos curtos são próprios de textos pequenos como, por exemplo, notícias jornalísticas, revistas, livros didáticos. Já artigos e editoriais costumam ter parágrafos um pouco mais longos. O parágrafo curto pode também ser intercalado no meio de parágrafos longos, com a finalidade de enfatizar uma ideia.
Os parágrafos longos são caracterizados por textos acadêmicos ou científicos, pois se estendem por muitas páginas devido à complexidade das ideias e explicações.
Para aprender mais sobre a estrutura do texto dissertativo, visite o nosso site de aulas de Português online.