O uso da preposição na coesão textual

Preposição é uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando-os. Isso significa que a preposição é o termo que liga substantivo a substantivo, verbo a substantivo, substantivo a verbo, adjetivo a substantivo, advérbio a substantivo, etc.

preposições

Vejamos agora os exemplos. Veja a frase abaixo:
“Os alunos do colégio assistiram ao filme de Walter Salles comovidos.”
Teremos como elementos da oração os alunos, o colégio, o verbo assistir, o filme, Walter Salles e a qualidade dos alunos comovidos. O restante é preposição. Observe: de liga alunos a colégio, a liga assistir a filme, de liga filme a Walter Salles. Portanto são preposições. O termo que antecede a preposição é denominado regente, e o termo que a sucede, regido.
Portanto em “Os alunos do colégio..." teremos: os alunos = elemento regente o colégio = elemento regido.
TIPOS DE PREPOSIÇÕES
Essenciais
por, apôs, contra, para, de, sem, perante, desde, sob, a, em, sobre, ante, entre, trás, até, com
As essenciais são as que só desempenham a função de preposição.

Acidentais
afora, durante, fora, mediante, exceto, segundo, salvo, menos, malgrado
As acidentais são palavras de outras classes gramaticais que eventualmente são empregadas como preposições. São, também, invariáveis.

Locuções prepositivas

São duas ou mais palavras, exercendo a função de uma preposição:
acerca de                                          junto de                                            antes de
a fim de                                            para com                                          depois de
apesar de                                          à procura de                                      à maneira de
através de                                         à busca de                                        junto de
de acordo com                                  à distância de                                    junto a
em vez de                                         além de                                             a par de...
As locuções prepositivas têm sempre como último componente uma preposição.

Combinação
Junção de algumas preposições com outras palavras, quando não há alteração fonética. Exemplos: ao (a + o) aonde (a + onde)

Junção de algumas preposições com outras palavras, quando a preposição sofre redução. Exemplos: do (de + o) neste (em + este) à (a + a)

Observação: Não se deve contrair a preposição de com o artigo que inicia o sujeito de um verbo, nem com o pronome ele(s), ela(s), quando estes funcionarem como sujeito de um verbo. Por exemplo a frase "Isso não depende do professor querer" está errada, pois professor funciona como sujeito do verbo querer.

Portanto a frase deve ser "Isso não depende de o professor querer" ou "Isso não depende de ele querer".

Circunstâncias: As preposições podem indicar diversas circunstâncias:
Lugar = Estivemos em São Paulo.
Origem = Essas maçãs vieram da Argentina.
Causa = Ele morreu, por cair de um andaime.
Assunto = Conversamos bastante sobre você.
Meio = Passeei de bicicleta ontem.
Posse = Recebeu a herança do avô.
Matéria = Comprei roupas de lã.

Exemplos das preposições mais comuns: a, de, por, ante, desde, sem, sob, após, em, sobre, até, entre, trás, com, para, contra, perante

O que caracteriza uma palavra como pertencente a uma classe não é a sua forma e sim a função que desempenha dentro da oração, por isso os exemplos citados servem como roteiro, mas não devem limitar sua visão do assunto. Analise cada caso, você descobrirá palavras funcionando como preposição que não estão nesta lista.